sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A hortelã


Aconchegado num canto do canteiro, com uma pedra branca a lhe servir de amparo e a lhe dar frescura, aqui vos apresento o meu pé de hortelã.

Imprescindível a perfumar o prato de canja, a decorar o ensopado de borrego ou num simples chá gelado.

Segundo a mitologia grega, Minthe era uma ninfa amada por Plutão que a transformou numa erva aromática por causa da sua ciumenta mulher. Como símbolo de hospitalidade, foi mencionada pelo poeta Ovidio ao contar a história de dois camponeses, Baucis e Philemon, que limpavam a mesa com hortelã antes de servirem os seus convidados.
Há imensas espécies de hortelã.
Podem plantá-la no canteiro das roseiras que ajuda a afugentar os pulgões.

5 comentários:

Multiolhares disse...

quando eu era miuda a minha mãe em vez de agua dava-me chá de hortelã fria dizia que era bom para não aparecerem bichinhos nas fezes, adoro o seu sabor na comida, mas chá isso fiquei enjoada
bjs

Luís Coelho disse...

Gosto muito do cheiro e do paladar da hortelã.
Tenho aqui uns pés que trato com carinho para que não desapareça.

Já está naquele sítio há mais de trinta anos.

Elizabeth Diniz disse...

Olá...Aqui no Brasil também gostamos de suco de abacaxi com hortelã e no
quibe assado fica muito bom ...Bjs.

Ro Archela disse...

Amei teu blog! Vou segui-la. Beijos, Ro

Artsandra disse...

Olá! Muito bonito o seu Blog. Eu adoro hortelã. Principalmente quando faço Tabule, ou no suco de abacaxí