domingo, 20 de fevereiro de 2011

Coentros



Para continuar com as aromáticas que vivem no Jardim, hoje temos os coentros.
Lembro um bocadinho de história.
Foi trazida do Egito para a Europa pelos romanos que, para conservarem a carne, esfregavam-na com uma mistura de coentros, cominhos e vinagre. Os chineses também acreditavam que os coentros lhes davam imortalidade e faziam parte dos elixires do amor, como afrodisiaco.
Toda a plantinha é comestivel desde a raiz às sementes.
Particularmente, uso-a muito na salada de alface e, agora que as favas já vão aparecendo no mercado, embora por aqui, estejam ainda em flor, não dispenso um bom ramo de coentros com uma folhas de alho no tacho do cozinhado. Cá em casa também se gosta de confeccionar molho de coentros, entre outros, para o fondue.
As sementes podem ser moídas como a pimenta em grão.
Pode ser cultivada numa floreira, na varanda. Sempre no exterior.
Espero que apreciem esta plantinha tanto quanto eu.

4 comentários:

Tété disse...

Olá!
Deve ser das ervas aromáticas que mais gosto. Outro dia fiz uma sopa de puré de legumes. No final deitei-lhe um molho de coentros picados. Foi um sucesso.
Já sei que quanto tiver dúvidas hortícolas é a si que vou recorrer.
Beijinhos

Multiolhares disse...

eu gosto de coentros em tudo nas carnes no peixe nas saladas, adoro o seu sabor são os coentros e a hortelã
bjs

Baby disse...

Até lhes sinto o aroma perfumado...
Têm um paladar tão fresco e apetecível, também adoro salada de alface perfumada com coentros!
Quanto à historia dos mesmos, gostei de conhecer.
Beijinhos.

Um brasileiro disse...

oi. muit interessante a explicação. gostei. apareça po rla. abraços.