segunda-feira, 23 de maio de 2016

Ausência




Saudosa, ansiosa, vejo o sol partir por debaixo das águas verdes do oceano profundo e a noite chegar negra e escura, sem lua, sem estrelas, sem cometas. Abalaste como o sol, ao fim do dia, para lá da linha do horizonte. Mas amanhã ele voltará e terei novamente o seu abraço quente, aconchegante.

E tu? Não sei.
A casa arrefeceu.

Resta um pouco de cinza ainda quente na lareira sem lenha. A cama vazia, enorme está como a deixaste de lençóis enrodilhados, porém fria, sem o bafo dos nossos corpos.

Aguardo-te sem temor nem ansiedade.
Com saudade.


foto e texto de Benó

11 comentários:

✿ chica disse...

Saudade que te inspirou tão bem! Linda semana!bjs,chica

alfacinha disse...

Que frases lindas
Abraço

Beatriz Bragança disse...

Querida Benó
Que bela fotografia num texto tão saudoso e tão primorosamente redigido.Aliás, como sempre.
Também eu estou saudosa, só que no meu caso, a ausência não mais terá volta.Descansou, a minha mãezinha, para sempre, no dia 6 de maio, data em que completou 92 anos.Ainda lhe cantamos os parabéns, mas já não abriu as prendas.
Um beijinho
Beatriz
http://pegadasdeanjo.blogspot.com

Ana Freire disse...

Um belo texto, e uma imagem maravilhosa... que transformaram uma ausência... numa partida tão bonita...
Adorei o post, Benó!...
A vida é mesmo assim... cheia de partidas... mas também, de algumas chegadas... bem preciosas!
Beijinhos! Feliz semana!
Ana

Elvira Carvalho disse...

Quem espera sempre alcança, costuma dizer o povo e voz do povo é voz divina. Então há que esperar com fé...
Um abraço

Miss Smile disse...

Um texto muito bem escrito que refelete saudade, mas também paz.
E a foto ilustra-o na perfeição.

Um beijinho, Benó

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Benó.
Ah, a saudade, ausência de quem nos faz bem à alma ;)
bj amg

luisa disse...

Que bonito Benó! Embora triste. Mas também é uma saudade com laivos de esperança. E o sol poente, magnífico como ele só, nessas paragens de "fim do mundo". :)

Graça Pires disse...

A saudade é por vezes muito inspiradora, amiga Benó. Este seu texto é muito belo.
Beijos.

Catarina disse...

Que a esperança dê fruto.
Abraço

Vieira Calado disse...

Passei para lhe deixar as minhas saudações!