terça-feira, 26 de abril de 2016

Uma folha



A folha desejava estar liberta para dançar ao sabor do vento.


Soltou-se dos braços de sua mãe e rodopiou como uma bailarina em pontas.


Subiu, tornou a girar e sentiu os raios de sol na sua pele.

 


Cansada de tanto rodopio tomba, por fim, feliz por ter alcançado o sonho de dançar ao vento. 
Ressequida, ali fica no chão junto de outras irmãs sem vida, inerte.
Em breve será pó.


fotos e texto de Benó

7 comentários:

✿ chica disse...

Que lindas fotos , momento difícil de conseguir clicar!Adorei fotos e tuas palavras! bjs, chica

Miss Smile disse...

Uma borboleta amarela?
Ou uma folha seca
Que se desprendeu e não quis pousar?

Mário Quintana/Hai-Kai de Outono

Um beijinho, Benó

Graça Pires disse...

Gostei do bailado da folha. Ela parou porque sabe que será adubo da árvore a que pertencia...
Um beijo, minha amiga Benó.

Justine disse...

Divertida e poética, a tua história!
Abracinho

Ana Freire disse...

Em breve será pó... e fonte de vida...
Na natureza, nada se perde... tudo está sempre em constante transformação e regeneração...
Gostei de apreciar o bailado da folha, em imagens e palavras!...
Beijinhos! Bom fim de semana!
Ana

manuela baptista disse...

um sopro de outono numa primavera incerta


um abraço, Benó

Beatriz Bragança disse...

Querida benó
Essa folha é uma bela metáfora: ela...como nós!
Que bela maneira de se expressar, de observar os movimentos da Natureza!
Parabéns.
Um beijinho
Beatriz