sexta-feira, 10 de junho de 2016

Indelicadeza


Incomoda-me quando me tratam por você e, quando esse tratamento vem de identidades com altos cargos na nossa sociedade, então sinto arrepios. Desde pessoas que deveriam, pela sua posição profissional, possuir uma certa instrução e, também, alguma educação, até ao mais modesto operário, esta é, agora, a maneira comummente utilizada para comunicar.  
As chamadas telefónicas vindas dos “call center” são duma incorreção atroz. Será que não é dada a esses funcionários (as) um pouco de formação sobre a maneira correta de se dirigirem às pessoas? Telefonam, incomodam e ainda por cima são indelicados(as) na abordagem que fazem ao assunto que querem tratar, como ainda fazem perguntas num tom agreste e altaneiro, como se estivessem num interrogatório de criminologia. Aconteceu, hoje.
Não suporte falta de educação, principalmente, de quem não conheço.


12 comentários:

manuela baptista disse...

acontece continuamente

e tratar por você, já chegou à classe médica, nos hospitais é assim também,
entrevistadores, rececionistas, professores

um abraço
mb



Catarina disse...

É a nova forma de tratamento e não necessáriamente falta de educação, na minha opinião. O tratamento nesta sociedade é muito informal. De uma maneira geral, usam o meu nome próprio, tendo ou não conhecimento da minha idade, conhecendo-me ou não. Foi algo que estranhei quando aqui cheguei, esta informalidade de tratamento nos locais de trabalho independentemente do cargo exercido, mas habituei-me com facilidade devido ao seu despretenciosismo. Por isso, quando leio algo em português em que usam o “sua excelência” ou “excelentíssimo senhor ou senhora” acho caricato. “Medievelesco”. Claro que temos a coisa facilitada devido ao “you”.

Ana Freire disse...

Sinais dos tempos, Béno!
É um facto!... A delicadeza, de outros tempos... foi-se...
O grave mesmo... será quando nos começarem a tratar por tu...
Já considero o tratamento por você... como algo absolutamente banal... embora impessoal... o tratamento por senhor... e senhora... perdeu-se... será porque cada vez, também haverá menos senhores e senhoras?... Eu também creio que sim... :-( a avaliar pelas atitudes das pessoas...
Beijinhos! Bom fim de semana!
Ana

luisa disse...

Eu não suporto são as chamadas constantes para publicitar tudo e mais alguma coisa.

Bom fim de semana. :)

Graça Sampaio disse...

Agora, infelizmente é assim, Benó! Mas concordo consigo: também fico furibunda com essas «modernices»

Beijinho e bom domingo.

Graça Pires disse...

Tem toda a razão de se indignar, minha amiga Benó. Eu já não suporto mais chamadas telefónica para isto e para aquilo...
Um beijo.

Elvira Carvalho disse...

Absolutamente de acordo.
Abraço

A Nossa Travessa disse...

Beneditamiga
(A Gracinhamiga Sampaio pode confirmar que trato todas as pessoas assim; mas não sou mal-educado dizem as/os Amigas/os...)

Este é o Mundo que todos vimos a criar desde o tempo em que os homens desceram das árvores. E que para a geração a que pertenço é muito difícil de aceitar, pois tudo tem de ter o seu lugar. E não é por ir a caminho dos 75 (mas com a cabeça ainda a funcionar...) que me enxofro com a nova maneira de tratar as pessoas. Tudo muda por que não o tratamento?

Porém com o You, você não vou à bola, mesmo durante o Europeu que está a decorrer. Então as chamadas vindas dos call centers dão-me uma comichão que até me parece urticária,,, Senhor Henrique, o meu nome é Umbelina e quero falar-lhe sobre o cartão de crédito do Banco Mais ou Menos Bom... ou Senhora Maria tenho uma proposta etc. e tal

A minha Amiga Alice Vieira e eu - pelo menos - nem lhes damos tempo para continuar Mas donde é que me conhece para dizer dessa maneira?

Facilitar, agilizar - mas tanto não...

Qjs = queijinhos = beijinhos

Henrique, o Leãozão

Espero por ti (gosto de tratar por tu na blogosfera. Mas se não gostas diz-me sff) na NOSSA TRAVESSA http://anossatravessa.blogspot.pt e também pelos teus comentários e seres minha seguidora; não é pedir muito...

INFORMAÇÃO - Ando pela blogosfera há mais de 13 anos. Mas alguém me roubou os blogues e as listas de endereços com mais de 1.300. Como sou maluco estou a recomeçar, a reincidir)

Miss Smile disse...

Há chamadas que são pagas autênticas - pela insistência e pelo tom escolhido. Haja paciência!

Um beijinho, Benó

Vieira Calado disse...

Olá,caríssima!
Foi com muito gosto que tive o prazer de vê-la, na magnífica exposição da Corina!
Beijinhos!

Justine disse...

Sinto exactamente o mesmo que tu, Benó, e refilo sempre que isso me acontece!
um beijo

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Minha cara amiga, sinto o mesmo mal estar, pelo que ler este post me deixou bastante aliviado :-)