terça-feira, 18 de junho de 2013

Brincadeiras no escuro

                                                                                                 foto e texto de Benó
 
 
Era apenas mais uma noite invernosa. A chuva lá fora caía impiedosamente. O vento soprava empurrando à sua frente as folhas jovens que fragilmente se agarravam aos braços da mãe árvore. Ninguém passava na rua e as janelas eram olhos entreabertos deixando passar tiras de luz das casas ainda acordadas.
Como habitualmente em noites de invernia, a luz retirou-se não se sabe para onde, talvez com frio e o apagão foi geral.

A lareira chispava e iluminava debilmente a sala onde nos encontrávamos. Com o isqueiro que está sempre à mão, acendemos a vela e brindámos à claridade que pelas paredes desenhava figuras abstratas  executantes duma dança de luz e sombra.
Foi apenas mais um apagão numa noite invernosa em que a escuridão nos convidou à brincadeira habitual de fazer bonecos chineses com as mãos.

2 comentários:

Beatriz Bragança disse...

Querida Benó
Que bela foto!
Pelos vistos foi o único processo de terem luz. Se não tivermos nada de urgente para fazer,até se torna interessante. Julgo que foi esse o caso.O que é preciso é imaginação e boa disposição.
Obrigada por ter partilhado este momento divertido connosco.
Continuação de uma boa semana.
Beijinhos da
Beatriz

mariam disse...

Cheio de criatividade! Bela foto!

Beijinhos e saudades de por aqui pass(e)ar :)

mariam