sábado, 7 de fevereiro de 2009

O Nosso Mar


foto de Benó

Os Caminhos do Mar

É nos caminhos do mar, na estrutura mutante
Do seu programa de memórias, de murmúrios


É no testemunho da transparência das águas
Na sua dimensão ecuménica, admirável
De unir o sangue e os bálsamos apetecíveis


Que nos banhamos numa vertigem de ludíbrios
Trazendo as neblinas e o cheiro forte da luz
De meridianos horizontes, uma voz bilingue
Para as apetências da plenitude, do equilibrio
Instável da nossa instante tranquilidade.


E é pelo mar que nos vinculamos à terra
Que entendemos o cheiro acre da terra
E seus crisântemos repletos de inocências
Para o reanimar do nosso berço anfíbio
A praia onde havemos de viver e morrer
poema retirado do livro "Itinerário"
de Vieira Calado cuja leitura nos conduz por itinerários de grande encanto.

5 comentários:

mariam disse...

Benó,

é lindo, o poema! de V.Calado.
e linda a sua generosa partilha.

também tenho livro :)

bom Domingo
um sorriso :)
mariam

Fa menor disse...

O mar... prolongamento do céu!
Bela foto.
Parabén pela escolha do poema.
Bjinhos

O Profeta disse...

TAnto mar...tanta poesia...tão grande és...


Doce beijo

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA BENÓ, MARAVILHOSO POEMA DO NOSSO AMIGO VIEIRA CALADO... ADOREI AMIGA!!!
UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Nilson Barcelli disse...

Gostei do poema que escolheste.
O Vieira Calado escreve muito bem.
Beijo.