quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

ROSAS


De entre os vários livros que minha mãe me deixou tenho um que consulto com alguma frequência "As rosas adoram os alhos". São "segredos da consociação de plantas de jardim e plantas horticolas".

Seguindo o conselho que nos é dado nesta obra, todos os anos, em Dezembro, semeio alguns dentes de alho junto às roseiras que tenho perto da cozinha. Assim, além de colher as cabeças de alho que depois se formam, tenho o prazer de disfrutar de lindas rosas perfumadas. Pois as roseiras agradecem a companhia que lhes dou e presenteiam-me sempre com lindas flores que posso admirar enquanto cozinho para as minhas "estrelinhas" cá de casa.

Um conselho que vos deixo e que se o seguirem só terão a colher benesses.

3 comentários:

Natural Naturalmente disse...

Tive roseira a vida toda em minha casa, todos os dias (em que havia rosa) meu pai colhia uma e dava a minha mãe, era um habito, só hoje percebo que era um ritual de amor, eles adoravam-se. Durante 20 anos assisti a esse ritual. Em meu apartamento em Lisboa, tenho no meu famoso canteiro/floreira com umas mini rosa (2 pés heroicos), que alguem deu a minha mãe em uma das centenas de visitas que ela me fez. Tirei-as do vaso e replantei na floreira, faz uns 8 anos.
Essa historia das rosas serem amigas dos alhos para mim é novidade, mas como diz o ditado, vivendo e aprendendo.
Já arrumei o meu "tomei nota", foi um espaço que criei para não ter de imprimir as minhas notas, pois já não tenho onde guardar tanto papel.
Obrigada pela visita.
Beijinhos
Márcia
http://medicinasnaturais.blogspot.com/
http://comernaturalmente.blogspot.com/

Cris Bolbosa disse...

Benó, não sabia desse truque. O cheiro dos alhos ou algo que libertem da raiz deve ser benéfico para as roseiras, assim como as tagetes. Sempre a aprender...
Sempre que quiseres vir ao meu jardim, serás muito bemvinda.
Cris

CASCATA DE LUZ disse...

Quando for a Sagres vou aí dar-lhe um abraço. Só que não sei onde é ...Adoro flores, principalmente rosas. Moro em S. Pedro do Estoril, tenho um terraço a toda a volta da casa ( último andar)mas já tive rosas. Elas vieram do meu jardim da Maia.Dei-as, o sol e o vento não eram benéficas. Agora moram numa quintinha de amigos, e estão felizes, na terra boa e fértil.
Beijinhos da

Jane