sábado, 4 de março de 2017

A voz da fome





A voz das gaivotas quando disputam alimento arrasta-se sobre a relva, sobe em tons agudos e dependura-se nos ramos das árvores avisando outras aves que aquele espaço lhes pertence. Naqueles momentos de saciedade fala alto a voz da fome e há bicadas pelo melhor bocado, discussões, gritos.
Gaivotas em terra sinal de fome.
Texto e fotos de Benó

9 comentários:

Graça Sampaio disse...

Também tenho estas ideias preconcebidas, estas superstições...

Beijinhos.

✿ chica disse...

Lindas palavras ,cheias de sentido!Adorei as fotos! bjs, chica

luisa disse...

Havia tempestade no mar? Mas nesse jardim ( muito bonito, por sinal)parece haver bom tempo. :)

Elvira Carvalho disse...

É uma ideia interessante. Sempre pensei que a fome cala as pessoas. Serão diferentes as gaivotas?
Um abraço e bom Domingo

Graça Pires disse...

Gosto de ouvir as gaivotas. Um texto lindo com imagens excelentes, minha amiga Benó.
Uma boa semana.
Beijos.

Justine disse...

São aves agressivas, agora que a falta de peixe nas praias as fez invadir as cidades. E claro que defendem o território conquistado...

alfacinha disse...

palavras cheias de sentidos gaivotos estão sempre a disputar para vencer algum território
abraço

Maria Rodrigues disse...

Excelentes fotografias.
Beijinhos
Maria

Ana Freire disse...

Adorei as imagens... que ilustraram de forma perfeita, o que o texto tão bem nos descreveu...
Beijinhos
Ana