sexta-feira, 24 de julho de 2015

Verão


 
 
Chegam às revoadas, em bandos como as aves de arribação. Pousam em esplanadas, invadem restaurantes, falam alto, gritam com os mais pequenos que correm soltos das mãos adultas como potros indomados.

São os turistas de verão que chegam às terras do sul onde todos os dias o sol aquece, as noites são cálidas e a água do mar refresca os corpos que se desejam.

Andam à vontade pelas ruas olhando aqui e ali, distraidamente, pois sabem que o podem fazer nestas terras serenas de gente confiável e de sorriso fácil. Entram e saem nas lojas dessas ruas onde se lhe oferece toda a panóplia de artigos para levarem como recordação quando as férias terminarem.  Desde o íman para a porta do frigorifico à “tcherte” com dizeres ou imagens de futebolistas, das praias, dos monumentos e por aí fora, encontram-se nas lojas dos “suvenires”, dos “recuerdos”, uma junto à outra, muito iguais entre si, onde jovens estudantes arranjam emprego neste intervalo entre exames e aulas para praticar conversação dos idiomas estudados no último ano escolar. 

Correm mais euros entre os dedos dos comerciantes.

Os dias são mais coloridos, as noites mais musicais, o areal das praias mais dourado e os corpos vão-se tornando mais morenos, da cor das espigas já ceifadas.
Há mais alegria no ar.
 
foto e texto de Benó
 
 


15 comentários:

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Benó.
É bom para toda a gente, ávida de alegria que lhes tempere os negócios mal levados em tempos de crise. E que possam, por algum tempo, alimentar os espíritos povoados de excesso de medos e carência de certezas.
Pena, durar pouco.
bj amg

Catarina disse...

Sendo o turismo uma grande fonte de receita, que ninguém se queixe da barulheira!!
E por gritaria/barulheira... estou a imaginar os turistas espanhóis e portugueses... os outros não me parecem ser assim tão ruidosos. : )

Miss Smile disse...

Os turistas trazem mais prosperidade, mas imagino que, também, mais confusão. Nem sempre deve ser fácil para os locais viver com praias e ruas lotadas. Mas, claro que, como tudo, é uma questão de perspetiva e habituação.

Um beijinho e viva o verão :)

luisa disse...

É bom que venham... Sim. Mas vêm todos ao mesmo tempo. E isso é que cansa. :)

Magia da Inês disse...


Férias é tudo de bom em todo lugar!
Não há como separar alegria de férias.
A foto retrata toda a beleza dessa terra abençoada!!!

Boa semana!!!
Beijinhos.ჱه° ·.
❤˚° ·.

Graça Sampaio disse...

E que bom que é andar por aí!!! Sem problemas de vestir ou de calçar, sem problemas de se se vai penteado ou com o sal agarrado à pele... E o acolhimento do mar calmo e morno e das areias finas... Muito bom! Temos um país lindo!!

Beijinhos

Mena G disse...

Texto tão real e bonito! Gosto muito, Benó.

A Casa Madeira disse...

Olá por aqui muito frio e chuva que não para...
Várias cidades com problemas de alagamento.
Bela imagem; adorei seu blog.
Prazer em conhecer.
Janicce.

mz disse...

O verão é cheio de tudo.
Com todas as diferenças e semelhanças, é como um domingo de inverno num shopping em época natalícia.

:)

Bjnhs



Graça Pires disse...

O colorido do verão tão bem descrito aqui, amiga Benó. O Verão é realmente uma festa...
Um beijo.

✿ chica disse...

O verão e a boa energia dela aqui trazidas!Linda foto! bjs, chica(quase voltando!)

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, o verão traz-nos a sensação de liberdade, a dias maiores com luz, cheiro do mar e os convívios trazem felicidade.
AG

Magia da Inês disse...

ჱ˚° ·.

Bom mês de agosto!!!
Ótimo fim de semana!
Beijinhos.♡ه°
❀❀˚° ·.

Ana Freire disse...

É bem verdade!
Trazem mais alegria... e dão mais alguma vitalidade ao comércio local... o que, nos tempos que correm, é sempre precioso!...
Belo texto, Benó!
Passando por aqui, e deixando um beijo, enquanto me ausento do meu blog, por um tempinho... mas o tempo passa rápido... e logo, logo, estarei de volta... também por aqui... pois claro!
Beijos! Tudo de bom! E até breve!
Ana

Elvira Carvalho disse...

Gosto muito do Verão, mas este está a ser quente de mais para o meu gosto. Este ano não fui a Sagres. Este ano passei quase um mês em Lagos, apenas indo à praia e passeando pelos recantos da cidade. E lendo um pouco. Um mês sem ler jornais, sem ver TV, sem ouvir rádio. E acredite, voltei bem melhor de saúde.
Um abraço e bom fim de semana