domingo, 12 de julho de 2015

Maré cheia.

 
 




O mar encheu. Repentinamente engordou.

Pequenos ilhéus, conchas, o laredo, tudo a água cobriu. Já não há algas nem búzios ou estrelas-do-mar sobre a areia a conversar.

O vasto e infinito oceano está calmo e as sereias entretêm-se a bordar com espuma branca um pequeno rendilhado que vão deixando ao longo de toda praia  como se fosse o bordado dum saiote a espreitar sob a bainha dum vestido de noiva.

Crianças descalças podem chegar e, livremente, correr molhando os pés, pelo dourado areal, sem receio do afluxo da maré tão suave é o seu vai-vem.
 
 
texto e foto de Benó 


8 comentários:

Catarina disse...

Mar...fonte de inspiração desde tempos remotos...
Gosto do cheiro da maresia.

✿ chica disse...

Que lindo e o mar sempre me é convidativo. Faltam poucos dias pra que eu vá ao encontro dele!! Viva!!rs bjs, chica

Gardens at Waters East disse...

A nice an relaxing photo - great for viewing today. JC

Miss Smile disse...

E como a paisagem muda ciclicamente, nesse contínuo encher e esvaziar da maré. Adorei a foto. E o texto, de tão bem escrito, aconchega-nos o coração.

Um beijinho, Benó

mz disse...

Que lindo retrato do mar em estação de Verão.

Bj

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, a foto revela na perfeição toda a beleza e as suas mudanças que o mar nos oferece diariamente.
AG

Ana Freire disse...

Belíssimo momento de inspiração... em imagens e palavras...
O mar, sempre tem este poder maravilhoso... de nos inspirar... e motivar... passando-nos força, na sua cadência ritmada...
Beijos
Ana

Laura Ferreira disse...

:) obrigada pela visita.