segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Recomeço


Antecipei-me e, nesta última semana de Agosto, estou de regresso ao Jardim, onde continuarei a receber as vossas visitas sempre agradáveis e, onde poderemos, em conjunto, colher as lindas flores da amizade
O sol, com o seu colorido já desbotado, traz-nos o cheiro de Setembro.
As folhas douradas e coradas pelos beijos do astro-rei, murmuram despedidas ao executarem as suas danças, ora rápidas como um corridinho algarvio, ora lentas e arrastadas como o balançar dum cantar alentejano.
O vento que as separa, prematuramente, da árvore-mãe, é o maestro que as rege.
E o Jardim,onde as dálias já murcharam e as rosas ainda desabrocham, está feliz por me ter de volta e aguarda as primeiras chuvas para se refrescar e fazer eclodir novas sementes.

1 comentário:

Baby disse...

Já tinhamos saudades destes textos cheios de harmonia,ligando intimamente o Homem e a natureza.
Depois das férias voltou, plena de inspiração, para deleite de todos nÓs.
Seja muito bem vinda!
Beijos.