domingo, 25 de abril de 2010

Ao Futuro

Depois de um domingo cheio de cravos, lembro Ary dos Santos:

Isto vai meus amigos isto vai
Um passo atrás são sempre dois em frente
e um povo verdadeiro não se trai
não quer gente mais gente que outra gente.

Isto vai meus amigos isto vai
o que é preciso é ter sempre presente
que o presente é um tempo que se vai
e o futuro é o tempo resistente.

Depois da tempestade há a bonança
que é verde como a côr que tem a esperança
quando a água de Abril sobre nós cai.

O que é preciso é termos confiança
se fizermos de Maio a nossa lança
isto vai meus amigos isto vai.

3 comentários:

Judite Pitta disse...

Esperemos bem que vá, pois bem precisamos (e como o saudoso Ary dos Santos já na altura sabia destas coisas!!)
Lindo poema e obrigado por partilhá-lho connosco

Multiolhares disse...

Aguardemos essa bonança que tarda a chegar
beijinhos

O Profeta disse...

Hoje ofereci as cores da minha paleta
A um amiga na sua dor
Ouvi seu choro ao meu ouvido
No fatalismo do desamor

Hoje o sono acordou-me
A nostalgia agitou suas asas cinzentas
Esqueci no acordar o ultimo abraço
E contei as nuvens que eram tantas


Bom fim de semana


Doce beijo