sábado, 26 de setembro de 2009

Como espuma de sabão

foto da net.Escultura de Beatriz Cunha
De Sophia de Mello Breyner Andresen " A Menina do Mar":

"Em Setembro veio o equinócio. Vieram as marés vivas, ventanias, nevoeiros, chuvas, temporais. As marés altas varriam a praia e subiam até à duna. Certa noite, as ondas gritaram tanto, uivaram tanto bateram e quebraram-se com tanta força na praia que, no seu quarto caiado da casa branca, o rapazinho esteve até altas horas sem dormir.

.....Mas por fim, cansado de escutar, adormeceu embalado pelo temporal."

Mas, aqui, no barlavento algarvio, o nosso Setembro continua calmo sem bravuras nem bravatas.

Tal como espuma de sabão escorregando por entre dedos molhados, assim o fim do verão se vai desfazendo por entre dias mornos e calmos.

Os abraços deste Sol cheio de luminosidade escandecente convidam-nos a que continuemos as nossas interrompidas conversas, sem fim nem nexo, enquanto nos passeamos por sobre as areias molhadas duma qualquer praia já semi-abandonada.


foto Benó

7 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA BENÓ, LINDA A TUA POSTAGEM AMIGA... SULIME !!!
VOTOS DE UMA TARDE FELIZ... ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Maria disse...

Inspiradissima como sempre ! A praia do Tonel, no dia em que foi tirada esta fotografia, estava muito bem frequentada.

Graça Pereira disse...

Por aqui, no Norte, Setembro despede-se doce e tranquilo. "Como espuma de sabão" já escorreu o Verão. Enrolamos a alma, é tempo de sonhar e, logo,logo,chegam as conversas á lareira, onde o fogo é a alma da casa. Um beijo Graça

Nilson Barcelli disse...

Até ontem, foi assim em todo o país...
Setembro leva as pontes ou seca as fontes... salvo erro...
A escultura é muito bonita.
Querida amiga, um beijo.

A.Tapadinhas disse...

É uma boa maneira de adormecer...

A minha filha vive actualmente no Algarve, em Portimão, e eu visito-a com uma certa frequência.

Conheço as praias do Algarve, mais como pescador, de preferência durante a noite, do que como turista, incluindo Tonel, Mareta, Zavial, ponta da Atalaia...

Escusado será dizer que as adoro...

Abraço,
António

bettips disse...

Estive no sotavento - e bravo era o mar. Mas sempre belo, bem percebo o teu amor de o olhar todos os dias. Queria-o eu...
Bjinho

M. disse...

Finalmente vim visitar-te! E se te disser que este ano apenas pus os pés na praia no passado domingo, e por duas ou três horas?... Tenho saudades da maré baixa das manhãs e dos fins de tarde. Talvez para o ano...