sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Mais um convite para uma festa de lançamento no Palacete dos Vicondes de Balsemão, no Porto.

Os meus desejos de ÊXITO ao Homem, Poeta e Romancista.

E, aqui fica o meu contributo, com a publicação deste seu poema:



A vida sem palavras


Entre riso e sangue,
cabeça e espada,
entrada e saída,
flor e escarro,
sempre a vida,
a vida sem mais nada,
entre estrela e barro.


Entre homens e bichos,
entre rua e escadas,
entre grito e nojo,
a vida com seus lixos
e mãos violadas,
entre mar e tojo.

Entre uivo e poema,
entre trégua e luta,
vida no cinema,
no café, na cama
,
vida absoluta.

1 comentário:

TMara disse...

Obrigada amiga. Escolheste um belíssimo pomea, mas, em minha opinião, qq um k escolhessses sê-lo-ia smp.Vou enviar-lhe o link.
Bjs